O Colossal Sonho de Sonhar

Novembro 26, 2009

Eis-me firme no descontentamento,
Nas aras da vida, vivi, morrendo.
Espectro de mim me desvanecia,
Se na tua alma triste me desguarnecia.

Sendo esse o factor do infinito fim,
Debruço-me na varanda dos sonhos,
Torturo-me em gestos enfadonhos,
Na espiral da vida mundana em mim.

Mas queria ser o que não sou,
E não o precavi numa dose de virtudes,
Instalada no abismo agora estou,
Olhando perdida nas altitudes.

No descontrolo do êxtase saltei,
Saltando num mar de rosmaninho,
Pensei que poderia morrer mas sonhei,
Que me encontrava num bosque escarninho.

E foi então que a morte abracei, abraçando,
E dei por mim, rebento pequenino.
Nasci de novo e procurei sorrindo,
Não viver a vida  num  tumulto sozinho.

Por: Luthien

Anúncios

3 Respostas to “O Colossal Sonho de Sonhar”

  1. Nosrebur said

    Lindo!
    sem palavras

  2. G-on Gates said

    OI, tudo bom?
    Eu sou de Barão de Cocais -MG e tenho uma banda Metal aqui na região, estamos fazendo a gravação de um novo CD e estamos criando novas musicas, andei olhando seus poemas e elas dariam ótimas musicas, gostaria de pedir em nome da banda autorização sua para utilizar os poemas nas letras da musicas.

    Aguardo retorno pelo e-mail jonatacunha506@hotmail.com

    Desde já agradeço.

  3. Por onde andas? Teus poemas são lindos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: